Regulamento 60º CVA DX Contest – versão 1.2

Print Friendly, PDF & Email

MINISTÉRIO DA DEFESA
EXÉRCITO BRASILEIRO
ESCOLA DE COMUNICAÇÕES ESCOLA
CORONEL HIGINO CORSETTI

 

         

 

CLUBE DE RADIOAMADORES DA ESCOLA DE COMUNICAÇÕES – CRAEC
http://www.cvadx.org

PT2CVA – Estação Oficial

Presidente
Daniel Moura Felix Cardoso – Cap

Vice-Presidente
Antônio Anderson Silva Marques – Cap

Diretor de Radioamadorismo
Rafael Costa Barros – 1º Ten

Diretor Técnico
André Ricardo Silva Vieira dos Santos – 2º Ten

Diretor de Informática
Ricardo Rebelo Silva Melo – 2º Ten

Diretor de Telegrafia
Márcio Alexandre Silva Muniz – STen

Secretário
João Gabriel Assunção Rodrigues de Souza – 3º Sgt

Auxiliar de Secretaria
Nilson Lisboa da Cruz Filho – Sd

 

60º Concurso Verde e Amarelo – CVA
(CW – 3º Final de semana do mês de Agosto)
(SSB – 4º Final de semana do mês de Agosto)

 

Organizadores
PT2AC – Glauber
PS7DX – Ed

 

REGULAMENTO DO 60º CONCURSO VERDE E AMARELO (V. 1.2)
Última alteração  01-jul-2019

  1. DATA:
    Modo            Hora               Evento

Terceiro sábado cheio de agosto    (17/08/2019)       CW          21:00 (UTC)            Início
Terceiro domingo cheio de agosto (18/08/2019)       CW          21:00 (UTC)            Fim
Quarto sábado cheio de agosto       (24/08/2019)      SSB          21:00 (UTC)           Início
Quarto domingo cheio de agosto    (25/08/2019)      SSB          21:00 (UTC)            Fim

  1. CATEGORIAS
    2.1 Categorias para os modos, CW e SSB:

OBS: Para todas as categorias: O log apresentado deve ser compatível com as classes dos operadores. É vedada a operação (para pontuar) de pessoas não portadoras de COER, assim como de portadores de COER em QRG não autorizada a sua classe.

2.1.1) YL Operadora Única YL (YL Classe A, B ou C) Exclusiva para Radioamadoras, Todos os trabalhos de operação e registro são executados por uma pessoa (a operadora). A potência de saída não deve exceder a potência máxima permitida na legislação em vigor no país. (Premiação para 1ª colocada nacional para cada classe, A, B e C e 1ª colocada internacional).

2.1.2) Operador Único – Única Banda Alta Potência: 10, 15, 20, 40 e 80m (SOSB HP): Todos os trabalhos de operação e registro são executados por uma pessoa (o operador). Apenas um sinal transmitido é permitido em qualquer momento.  A potência de saída não deve exceder a potência máxima permitida na legislação em vigor no país.  É permitido operar em mais de uma banda e escolher apenas uma delas para competir, porém, deve ser enviado o log completo. (Premiação para 1º colocado nacional e internacional)

2.1.3) Operador Único – Única Banda Baixa Potência (até 100 w): 10, 15, 20, 40 e 80m (SOSB LP): Todos os trabalhos de operação e registro são executados por uma pessoa (o operador). Apenas um sinal transmitido é permitido em qualquer momento.  A potência total de saída não deve exceder 100W. É permitido operar em mais de uma banda e escolher apenas uma delas para competir, porém, deve ser enviado o log completo. (Premiação para o 1º colocado nacional e 1º colocado internacional).

2.1.4) Operador Único – Todas as Bandas QRP (até 5 w) (SOAB QRP): Todos os trabalhos de operação e registro são executados por uma pessoa (o operador). Apenas um sinal transmitido é permitido em qualquer momento. A potência total de saída não deve exceder 5w (Premiação para o 1º colocado nacional e 1º colocado internacional).

2.1.5) Operador Único – Todas as Bandas Alta Potência (SOAB HP): Todos os trabalhos de operação e registro são executados por uma pessoa (o operador). A potência de saída não deve exceder a potência máxima permitida na legislação em vigor no país.  (Premiação para 1º colocado nacional e 1º colocado internacional).

2.1.6) Operador Único – Todas as Bandas Baixa Potência (SOAB LP): Todos os trabalhos de operação e registro são executados por uma pessoa (o operador). Apenas um sinal transmitido é permitido em qualquer momento. A potência máxima de saída não deve exceder 100 watts (Premiação para 1º colocado nacional e 1º colocado internacional).

2.1.7) MIL:(estações multi – op, localizadas em Unidades Militares ou em instalações da Justiça Militar da União) (MULTI OP MIL): Mais de uma pessoa pode contribuir para a pontuação final durante o período oficial da competição, civis ou militares, operando estações dentro de Organizações Militares, das Forças Armadas ou Auxiliares, Auditorias da Justiça Militar da União, Edifício sede do Superior Tribunal Militar e Juntas de Serviço Militar nos municípios. Apenas um sinal transmitido é permitido em qualquer momento. A potência de saída não deve exceder a potência máxima permitida na legislação em vigor no país. (Premiação para 1º colocado nacional e internacional).

2.1.8) Operador Único Militar – Todas as Bandas Baixa Potência (SOAB MIL LP): (Militares da ativa, Reserva remunerada, Aspirantes do EB R/2; Oficiais e Sargentos R/2 ou Reformados das três Forças Armadas e Forças Auxiliares – Polícias Militares e Corpo de Bombeiros Militares). Todos os trabalhos de operação e registro é executado por uma pessoa (o operador). Apenas um sinal transmitido é permitido em qualquer momento.  A potência máxima de saída não deve exceder 100 watts. O indicativo de chamada licenciado em nome do operador (Premiação para 1º colocado nacional e internacional.

2.1.9) Operador Único Militar – Todas as Bandas Alta Potência (SOAB MIL HP): (Militares da ativa, Reserva remunerada, Oficiais e Sargentos R/2 ou Reformados das três Forças Armadas e Forças Auxiliares – Polícias Militares e Corpo de Bombeiros Militares).  Todos os trabalhos de operação e registro é executado por uma pessoa (o operador). Apenas um sinal transmitido é permitido em qualquer momento. A potência de saída não deve exceder a potência máxima permitida na legislação em vigor no país. (Premiação para 1º colocado nacional e internacional).

2.1.10) Operador Único Radioamador da Rede Auxiliar do Exército Brasileiro – Todas as Bandas Baixa Potência (SOAB RAEB LP):  Exclusiva para Radioamadores Brasileiros membros do projeto da Rede Auxiliar do Exército Brasileiro (RAEB) e que constam na lista de cadastro do CRAEC.  Todos os trabalhos de operação e registro é executado por uma pessoa (o operador). Apenas um sinal transmitido é permitido em qualquer momento. A potência máxima de saída não deve exceder 100 watts. O indicativo de chamada licenciado em nome do operador. (Premiação para 1º colocado nacional).

(Lista de cadastrados na RAEB)

2.1.11) Operador Único Radioamador da Rede Auxiliar do Exército Brasileiro – Todas Bandas Alta Potência (nova categoria (SOAB RAEB HP) Exclusiva para Radioamadores Brasileiros membros do projeto da Rede Auxiliar do Exército Brasileiro (RAEB) e que constam na lista de cadastro do CRAEC. Todos os trabalhos de operação e registro é executado por uma pessoa (o operador). Apenas um sinal transmitido é permitido em qualquer momento. A potência máxima de saída não deve exceder 1000 watts. O indicativo de chamada licenciado em nome do operador. (Premiação para 1º colocado nacional).

 (Lista de cadastrados na RAEB)

2.1.12) Multi – Operador – Único Transmissor Todas as Bandas Baixa Potência (MULTI ONE LP): Mais de uma pessoa pode contribuir para a pontuação final durante o período oficial da competição. Apenas um sinal transmitido é permitido em qualquer momento. A potência de saída não deve exceder a 100 W (cem watts). O log apresentado deve ser compatível com as classes dos operadores. (Premiação para 1º colocado nacional e internacional).

2.1.13) Multi – Operador –  Único Transmissor Todas as Bandas Alta Potência (MULTI ONE HP): Mais de uma pessoa pode contribuir para a pontuação final durante o período oficial da competição. Apenas um sinal transmitido é permitido em qualquer momento.  A potência de saída não deve exceder a potência máxima permitida na legislação em vigor no país. O log apresentado deve ser compatível com as classes dos operadores. (Premiação para 1º colocado nacional e internacional).

2.1.14) Multi – Operador – Dois Transmissores (MULTI-TWO): Mais de uma pessoa pode contribuir para a pontuação final durante o período oficial da competição. Um máximo de dois sinais transmitidos é permitido a qualquer tempo em bandas diferentes. Qualquer um dos transmissores pode trabalhar quaisquer e todas as estações. Uma estação só pode ser trabalhada uma vez por banda independente de qual transmissor for usado. A potência de saída não deve exceder a potência máxima permitida na legislação em vigor no país. O log deve indicar qual transmissor fez cada QSO (coluna 81 do modelo de QSO CABRILLO (n1mm) para concursos módulo CVADX estações two), O log apresentado deve ser compatível com as classes dos operadores.  (Premiação para 1º colocado nacional e internacional).

2.1.15) HQ (LABRES e Associações Reconhecidas pela IARU) (HQ): Mais de uma pessoa pode contribuir para a pontuação final durante o período oficial da competição. Apenas um sinal transmitido é permitido em qualquer momento.  A potência de saída não deve exceder a potência máxima permitida na legislação em vigor no país. Quando a operação não for na sede da associação, a estação deve possuir a respectiva licença. (Premiação para 1º colocado nacional e internacional).

2.1.16) TEEN Operador Único (até 17 anos) (TEEN): Todos os trabalhos de operação e registro são executados por uma pessoa (o operador). Apenas um sinal transmitido é permitido em qualquer momento.  A potência total de saída não deve exceder 100W. O indicativo de chamada licenciado em nome do operador. (Premiação para 1º colocado nacional e internacional).

2.1.17) OVERLAY: SUBCATEGORIA CW e SSB

  1. a) ROOKIE (novato-operador único): para participar nesta categoria, o operador deve ter sido licenciado a três (3) anos ou menos da data da competição. Indicar a data da primeira licença no campo SOAPBOX e nunca ter participado do CVA DX com outro indicativo. Todos os trabalhos de operação e registro são executados por uma pessoa (o operador). Apenas um sinal transmitido é permitido em qualquer momento. (Premiação para 1º colocado nacional e internacional).
  2. b) Demonstração (demonstration) (Demonstração): para participar desta categoria, a estação deverá estar montada em locais públicos, abertos à visitação pública e não pode ser utilizada a energia elétrica da concessionaria local. Mais de uma pessoa pode contribuir para a pontuação final durante o período oficial da competição O log apresentado deve ser compatível com as classes dos operadores. (Premiação para 1º colocado nacional e internacional).

2.1.18) Classificação de Clubes: (Somatório da pontuação de todos os integrantes): (Premiação para 1º colocado nacional e internacional). O nome do Clube indicado, deve ser EXATAMENTE igual ao nome constante da relação publicada no site do CVA DX Contest, sem acentuação ou qualquer outro caractere a mais.

  1. EXCHANGE
    3.1) Estação Diretora (PT2CVA),

RST + CVA (599 CVA ou 59 CVA)

OBS: Presidente, Secretário do CRAEC e Organizadores do CVA, poderão utilizar o exchange “CVA” e o QSO valerá 10 pontos. (todos são “hors concours”)
Habilitados para o presente Contest: PS7DX, PT2AC, PT2FC.

RST + CVA (599 CVA ou 59 CVA)

3.2) Estações da LABRE e Associações de radioamadores reconhecidas pela IARU

RST + HQ (599 HQ ou 59 HQ)

3.3) Estações localizadas em Unidades Militares ou Operador Único Militar

RST + MIL (599 MIL ou 59 MIL)

3.4) Estações Brasileiras

RST + UF (599 RN ou 59 RN)

* RN é a UF do Rio Grande do Norte.

3.5) Estações QRP

RST + QRP (599 QRP ou 59 QRP)

3.6) Estações YL

RST + YL (599 YL ou 59 YL)

3.7) Estações TEEN operadas por radioamador com idade menor ou igual a 17 anos.

RST + TEEN (599 TEEN ou 59 TEEN)

3.8) Estações RAEB (Rede Auxiliar do Exército Brasileiro, cadastrados no projeto RAEB.

Veja aqui a relação dos cadastrados

RST + RB (599 RB ou 59 RB)

3.9) Estações de Demonstração (demonstration)

RST + FD (599 FD ou 59 FD)

3.10) Estações DX

RST + DX (599 DX ou 59 DX)

QRP: 599 QRP ou 59 QRP

MIL: 599 MIL ou 59 MIL

YL: 599 YL ou 59 YL

HQ: 599 HQ ou 59 HQ

TEEN: 599 TEEN ou 59 TEEN

FD: 599 FD ou 59 FD

3.11) Chamada Geral: CQ CVA..

4 .PONTUAÇÃO:

Serão válidos todos os QSO confirmados, com estação trabalhada uma vez por banda.

4.1) Estações brasileiras

Contatos entre estações do Brasil=2 pts.

Contatos entre estações do Brasil e DX=3 pts.

4.2) E s t a ç õ e s D X

Contatos entre estações no mesmo país=1 pt

Contatos entre estações de diferentes países=1 pt

Contatos com estações do Brasil=3 pts.

4.3) Todas Estações

Estação Diretora do CRAEC (PT2CVA), Presidente, Secretário e Organizadores do CVA =10

Contatos com estações MIL, YL, TEEN, FD, MIL, HQ ou RB=5 pts. (independentemente do país) Contatos com estações QRP=3 pts. (independentemente do país).

4.4) Validação de QSO

Com estação que não enviou log – será válido se o indicativo aparecer em pelo menos 5 logs válidos

Com a mesma estação em bandas diferentes – será válido desde que o QSO na outra banda tenha sido feito no intervalo de 10 minutos ou mais

Indicativos presentes em apenas 01 (um) único Log serão denominados UNIQUES e considerados como erros de registro de QSO.

  1. MULTIPLICADORES:

Dois tipos de multiplicadores serão utilizados:

M1) Multiplicador por diferente UF Brasileira contatada por banda.

Exemplo PY1CJ logado em 28.000 Hz e 14.000 Hz somam 02 (dois) multiplicadores

M2) Um multiplicador diferente por país computada uma única vez em todas as bandas.

Exemplo N1MM logado em 28.000 Hz e 14.000 Hz soma 01 (um) multiplicador.

Atenção: No módulo N1MM as estações com os exchange ”MIL , YL, TEEN, FD, MIL, QRP, HQ ou RB” não estão sendo contabilizadas como multiplicadores UF, mas no programa de apuração do CVA, as mesmas serão contabilizadas como multiplicadores normalmente.

Permitidos contatos com estações do próprio país para o crédito de multiplicador.

Unidades Federativas:

Estado                           UF                    Estado                  UF            Estado                    UF

Acre                            AC                  Alagoas                   AL            Amapá                    AP

Amazonas                  AM                 Bahia                       BA             Ceará                     CE

Distrito Federal         DF                  Espírito Santo          ES             Goiás                     GO

Maranhão                   MA                 Mato Grosso           MT            Mato G do Sul       MS

Minas Gerais              MG                 Pará                         PA             Paraíba                  PB

Paraná                         PR                   Pernambuco            PE             Piauí                      PI

Rio de Janeiro            RJ                    Rio G Sul               RS             Rondônia               RO

Rio G Norte                RN                   Roraima                 RR             Santa Catarina       SC

São Paulo                   SP                    Sergipe                  SE             Tocantins                TO

  1. PONTUAÇÃO FINAL:

A pontuação final é obtida pela seguinte fórmula:

Total da pontuação final = soma de pontos de QSO de todas as bandas x [M1 (UF por bandas) + M2 (Países trabalhados a partir de todas as bandas)

  1. PENALIDADES:

7.1)-Anotação incorreta do Indicativo: perda de QSO pra quem anotou errado;

7.2)-Anotação incorreta do Exchange: perda do QSO para quem anotou errado;

7.3)-Duplicação de QSO: não há penalidade porem apenas um QSO será validado;

7.4)-Divergência de banda: perda do QSO para ambos;

7.5)-Divergência de QTR, acima de 5 minutos: perda do QSO para ambos;

7.6)-Envio de logs em papel ou formatos não serão aceitos pelo sistema de apuração (é admitido que o radioamador possa corrigir seu Log recusado pelo sistema de apuração, até 09 de setembro);

7.7)-O uso do DX Cluster é permitido, porém o auto-spot é proibido: perda de 100 pontos por auto-spot comprovado, da estação principal ou de um operadores;

7.8)-Chamar estação em QRG “ocupada” por outra estação: Se intencional e comprovado por gravação, perda de 100 pontos para o infrator.

7.9)-É vedada a operação (para pontuar) por pessoas sem COER: Desclassificação;

7.10)-É vedada a operação (para pontuar) de portadores de COER em QRG não autorizada a sua classe: Desclassificação.

7.11)-A violação das regras do concurso ou da legislação sobre radioamadorismo ou ainda conduta antidesportiva pode levar a uma ação desclassificação ou reclassificação para categoria check log.

  1. RECURSOS

A Organização do CVA DX CONTEST somente aceitará recursos, até 72 horas após a publicação do Resultado Provisório, através do e-mail recursoscvadx2019@cva.org

9.DECLARAÇÃO:

Ao enviar seu log de participação no CVA DX CONTEST você concorda que:

1) você leu e entendeu as regras do concurso e concorda em seguir as mesmas,

2) você tem operado de acordo com todas as regras e regulamentos pertencentes ao radioamadorismo de seu país,

3) seu log pode ser aberto ao público e,

4) todas as ações e decisões do Comitê CVA DX Contest são oficiais e finais…

10.LOGS E RESULTADOS:

1) Todos os logs deverão ser enviados SOMÉNTE via web http://www.cvadx.org/logcheck  até as 23h59min do dia 09 setembro do ano do concurso. A apresentação ou reapresentação de qualquer log após esta data será considerado log atrasado. O nome do arquivo deve ser “indicativo-modo.log”, exemplo: PS7AA-CW.LOG ou PS7AA-SSB.LOG

OBS: Recursos serão aceitos até 72hs após o resultado provisório, através do e-mail recursoscvadx2019@cvadx.org

2) É admitido que o radioamador possa corrigir seu Log recusado pelo sistema de apuração, até 09 de setembro);

3) O Software recomendado para o registro do Log é o N1MM, https://n1mm.hamdocs.com

4) Os resultados serão publicados no site do CVA DX (www.cvadx.org).

6) Os certificados de participação do CVADX serão disponibilizados para download no momento da divulgação do resultado oficial.

7) A partir de 2019, o CVADX Contest, tornará público, todos os logs recebidos, com o objetivo de mostrar transparência do concurso CVA, e permitirá que os participantes estudem os registros para obter estratégias e técnicas melhores.

Nota:

Os check logs não serão divulgados. Esses registros são enviados para ajudar o comitê de competição e não terão a pontuação publicada nos resultados.

Os logs divulgados, terão os campos Endereço e EMAIL removidos. Sempre que possível, tentamos encontrar endereços de e-mail no SOAPBOX e os removeremos, para proteger a privacidade dos participantes.

Os logs publicados serão “utilizados” no processo de apuração do CVADX.

Todos os registros estarão no formato Cabrillo 3.0 Você será capaz de lê-los usando qualquer editor de texto ou visualizador.

BOM CONCURSO!

22 Replies to “Regulamento 60º CVA DX Contest – versão 1.2”

  1. Olá, saudações!

    Eu procurei no regulamento mas não encontrei a data de divulgação dos resultados do conteste de 2019. Poderiam me informar quando sai o resultado oficial?

    Obrigado.

    Maikel Sperandio
    PP2MS

  2. Parabéns a toda a Comissão Organizadora e também aos colegas participantes. Mais uma vez, alcançamos juntos nossas metas.

    Prof, J. LAHOR
    PY2 CLK PY4CLK

  3. Bom dia! Sou radioamador a pouco mais de um ano, e nunca participei do CVA, posso operar no modo Rookie, certo? Nessa modalidade posso operar mais de uma banda? Outra dúvida, como devo enviar os logs? para essa modalidade? Obrigado!

    1. Fábio, desculpe a demora..
      2.1.17) OVERLAY: SUBCATEGORIA CW e SSB

      a) ROOKIE (novato-operador único): para participar nesta categoria, o operador deve ter sido licenciado a três (3) anos ou menos da data da competição. Indicar a data da primeira licença no campo SOAPBOX e nunca ter participado do CVA DX com outro indicativo. Todos os trabalhos de operação e registro são executados por uma pessoa (o operador). Apenas um sinal transmitido é permitido em qualquer momento. (Premiação para 1º colocado nacional e internacional).

  4. Ansioso para participar do test CW. Espero que faca um bom tempo no meu QTH. 73 a todos, Tks,
    PY8MGB-RB
    Santarém, PA.

  5. Boa noite, para participar como estação MIL, basta somente providenciar indicativo no endereço do quartel e logicamente operar do local citado ou necessito de outras providências?!

    Grato pela info!

    1. Fábio, bom dia, Op MIL
      1-Operação em OM – basta vc operar na OM. Pode ser com seu indicativo ou um especial, sozinho ou acompanhado, com ou sem militar na equipe. Atente para a qualificação dos operadores e a licença do indicativo utilizado quanto as bandas autorizadas.
      2-Operação no QTH, é individual e de acordo com o enquadramento da categoria.

  6. Somos uma associação, usaremos indicativo especial e iremos participar na categoria demonstração FD, tem alguma restrição?

    1. Boa sorte…
      b) Demonstração (demonstration) (Demonstração): para participar desta categoria, a estação deverá estar montada em locais públicos, abertos à visitação pública e não pode ser utilizada a energia elétrica da concessionaria local. Mais de uma pessoa pode contribuir para a pontuação final durante o período oficial da competição O log apresentado deve ser compatível com as classes dos operadores. (Premiação para 1º colocado nacional e internacional).
      3.9) Estações de Demonstração (demonstration)

      RST + FD (599 FD ou 59 FD)

  7. Bom dia.
    Em tratativas de autorização do Cmt para participação da 15ª Cia Com Mec, Cascavel – PR.
    PY5RM – Cap Marcelo Moura
    PU5SFR – 1º Sgt Freitas Silva.

  8. Lima – PR8DX, este ano devemos participar diretamente daqui do 24°BIS estamos entrando em contato com nosso comandante.

Deixe uma resposta para INALDO PEIXOTO COSTA Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *